InícioSociedadeCom modernidade ou tradição, o bacalhau não falta

Com modernidade ou tradição, o bacalhau não falta

“Não esteja à espera que eu lhe mostre uma espuma de bacalhau com moléculas de grão e umas couves não sei o quê… Não vai ter. Comigo há modernidade, sim, mas sem exageros e sempre honrando os produtos e a sua origem.” É desta forma, com sotaque brasileiro e um sorriso carregado de ironia, que o chefe Valdir Lubave abre a conversa com o JF sobre os caminhos que se podem percorrer na gastronomia natalícia da região.

O responsável máximo da cozinha da Pousada do Convento, em Belmonte, esteve muito tempo sem abrir o restaurante para ceias de Natal, mas esse cenário tem mudado nos últimos anos, sendo já muitas as pessoas que elegem o seu restaurante para “fazer” o jantar do dia 24 de dezembro com os familiares.

Apesar da sua ementa com muitos elementos da alta cozinha internacional, o bacalhau com legumes é presença obrigatória. Mas há um produto que ele dispensava das nossas mesas de Natal….

Do outro lado deste duelo, estão duas mulheres de Peraboa (Covilhã), Conceição Raimundo e Ana Maria Matias, que continuam a manter vivas todas as tradições gastronómicas da região.

Acompanhe toda a reportagem na edição impressa do JF.

Filipe Sanches

Pedro Silveira