InícioSociedadeLevantou da Covilhã, ficou sem combustível e aterrou no IC8

Levantou da Covilhã, ficou sem combustível e aterrou no IC8

Está resolvido o insólito caso da avioneta que levantou da Covilhã e teve de aterrar de emergência na estrada IC8 por ter ficado sem gasolina. O Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão condenou o piloto a pagar uma coima de 3.600 euros por descolagem em local não certificado sem o conhecimento prévio da Autoridade Aeronáutica e a outra de 2.200 euros por falta de notificação da aterragem de emergência ao então Instituto Nacional de Aviação Civil (atual Autoridade Nacional de Aviação Civil).

Feito o cúmulo jurídico, o Tribunal de Santarém fixou a condenação numa coima única de 4.500 euros e a uma sanção acessória de publicitação da punição da primeira contraordenação referida.

No dia 4 de julho de 2010, o avião ligeiro, ao serviço do Aero Clube de Leiria, levantou da Covilhã e aterrou de emergência no Itinerário Complementar 8 (IC8), próximo da zona industrial de Camporez, em Chão de Couce, no concelho de Ansião.

Por não haver trânsito, a situação não provocou vítimas nem danos. Alguns populares ajudaram a colocar o avião na berma, onde foi reabastecido. O piloto queria levantar, mas a GNR não deixou, ajudando o homem a deslocar o avião para uma zona industrial próxima. Ficou combinado que a aeronave seria transportada num reboque. No entanto, assim que as autoridades viraram costas, o piloto levantou mesmo dali.