InícioSociedadeHotel de Turismo da Guarda vai mesmo ser recuperado

Hotel de Turismo da Guarda vai mesmo ser recuperado

O Governo anunciou que o edifício do antigo Hotel de Turismo da Guarda vai ser recuperado pelo agrupamento de empresas MRG, no âmbito do Programa Revive, num investimento global estimado de sete milhões de euros.

“A concessão do Hotel Turismo da Guarda, que faz parte do Programa Revive, foi adjudicada ao agrupamento de empresas MRG”, refere uma nota do gabinete da Secretária de Estado do Turismo.

Segundo a fonte, o consórcio fica com a concessão do imóvel icónico da Guarda “durante 50 anos, mediante o pagamento de uma contrapartida anual de 63 mil euros”, estando o investimento total de recuperação do edificado estimado em sete milhões de euros.

“O consórcio compromete-se a construir uma unidade hoteleira neste imóvel, que ocupe no mínimo 55% da área bruta de construção. Está prevista uma unidade ‘boutique’ hotel, de quatro estrelas, ligada ao tema da neve, com 50 quartos e com outras valências como SPA (que estará acessível igualmente aos residentes no município) e restaurante”, acrescenta a nota.

O comunicado adianta que o futuro hotel terá uma vertente de formação e “preocupações de sustentabilidade ambiental, como aquecimento de águas através de energia solar ou iluminação LED”.

 

O Hotel Turismo da Guarda foi projetado em 1936 por Vasco Regaleira e é um dos edifícios mais emblemáticos da cidade da Guarda, estando situado no centro da cidade.

 

O concurso para o Hotel Turismo da Guarda foi o terceiro a ser lançado no âmbito do Programa Revive, indica a mesma nota.

 

Para breve “prevê-se que sejam lançados os concursos de concessão do Colégio de São Fiel, em Castelo Branco, do Convento de Santa Clara, em Vila do Conde, e da Coudelaria de Alter, em Alter do Chão”, conclui.