InícioSociedadeAfinal quem é o homem que está a doar milhares de árvores?

Afinal quem é o homem que está a doar milhares de árvores?

Quando um dia forem grandes, os netos de José Gameiro hão de poder apontar para uma jovem floresta na zona de Pedrógão Grande e dizerem que aquela é parte da herança que o avô lhes deixou. No registo, os terrenos e as árvores estarão declaradas como bem público ou até de terceiros, mas os netos de José Gameiro saberão que foi graças ao avô que cerca de 60 hectares de terra se (re)pintaram de verde.

Poderão contar que foi ele um dos rostos da solidariedade após os incêndios de 2017. Poderão lembrar que doou 30 mil árvores para ajudar a reflorestar Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra. Poderão ainda acrescentar que também deu 30 mil alvéolos de plantas para ajudar a instalar um viveiro de plantas no Fundão, cujo objetivo passou por reflorestar mais 60 hectares na Serra da Gardunha.

Provavelmente, contarão a história sem esconderem o orgulho no avô que deu um verdadeiro exemplo de solidariedade e que cumpriu a sua responsabilidade social.

Quem sabe, até lembrarão a humildade com que descreveu o seu gesto: “Trata-se apenas de um contributo. É uma forma de devolver à floresta alguma coisa do muito que ela me deu ao longo destes anos”, disse, acrescentando que esta também foi uma forma de ajudar a calar a dor provocada pela tragédia.

Mas afinal que é este homem, que até podia ter sido padre, que ajuda a fazer dunas na costa e que é um benemérito?

Veja toda a história na edição impressa do JF.

Catarina Canotilho