InícioEconomiaSeca reduz para metade a produção de queijo da Serra

Seca reduz para metade a produção de queijo da Serra

O presidente da Estrelacoop – Cooperativa dos Produtores de Queijo Serra da Estrela, Júlio Ambrósio, disse hoje que a seca deverá reduzir a produção de queijo em mais de 50% face ao ano anterior.

“Com isto que estamos a atravessar [período de seca], é muito provável que as quantidades de produção [de queijo] serão muito, muito, abaixo do ano anterior”, vaticina o dirigente da Estrelacoop, com sede em Celorico da Beira, que representa os produtores certificados da região demarcada de produção do queijo Serra da Estrela.

Pelas estimativas de Júlio Ambrósio, a diferença na produção deste ano relativamente a 2016 deverá ser “muito elevadíssima”.

“Se isto assim continuar, a quebra pode ir a mais de 50%”, disse.

O dirigente adiantou à Lusa que os cerca de 50 associados da Estrelacoop produzem anualmente mais de 50 toneladas de queijo Serra da Estrela.

“Se assim continuarmos, não chegamos às 30” toneladas, referiu Júlio Ambrósio, lembrando que só no ano passado a cooperativa vendeu 25 toneladas de queijo para um cliente nacional.

Segundo o responsável, a seca está a preocupar os produtores de queijo da região da Serra da Estrela, que se queixam de não terem alimento para os animais.

“Neste momento, há produtores que querem comprar comida para o gado, nomeadamente em Espanha”, e não conseguem. E “alguma coisa que há à venda é muito cara”, alertou.

Júlio Ambrósio contou que a água também escasseia e, “em muitos lados”, os proprietários dos rebanhos “têm de percorrer muitos quilómetros para irem buscar a água [em cisternas] para alimentarem os animais”.