InícioCastelo BrancoRódão constrói 18 moradias para fixar jovens

Ródão constrói 18 moradias para fixar jovens

A Câmara de Vila Velha de Ródão vai investir 1,7 milhões de euros na urbanização e construção de habitações na Quinta da Torre, um projeto que está inserido na requalificação da zona histórica da vila.

“Trata-se de uma antiga quinta degradada que a Câmara já tinha adquirido e que fica situada na zona antiga da vila. O projeto insere-se na estratégia do município de valorizar a área e que vai permitir a abertura de um novo arruamento e a construção de 18 moradias”, explicou o presidente da Câmara de Vila Velha de Ródão, Luís Pereira.

O projeto da Quinta da Torre, cujo valor é de 1,7 milhões de euros, implica obras de urbanização, jardim, trabalho paisagístico, construção de moradias e de uma cafetaria.

“O projeto contempla a construção de 18 casas, 12 de tipologia T3 e seis de tipologia T2. Trata-se de uma obra importante, não só para a requalificação da zona histórica, mas também ao nível do reforço da estratégia do município para fixação de pessoas, sobretudo jovens, que têm dificuldade em arranjar residência para se fixarem”, sublinha.

Luís Pereira sublinha que, além deste projeto, a autarquia já reabilitou três T2 na zona antiga de Vila Velha de Ródão para colocar no mercado a preços simbólicos e adquiriu outras cinco habitações degradadas na mesma zona que vão ser recuperadas.

“É uma aposta muito significativa ao nível do investimento do município, que se enquadra na estratégia que a câmara tem vindo a desenvolver ao nível da requalificação urbana e na fixação de pessoas”, concluiu.