InícioCastelo BrancoLaboratório de Proença-a-Nova analisou mais de três mil vinhos

Laboratório de Proença-a-Nova analisou mais de três mil vinhos

O laboratório de análises de vinhos do Centro de Ciência Viva da Floresta (CCVF) de Proença-a-Nova analisou 3.446 amostras em 2017, um aumento de 1.600 amostras face ao ano anterior, e registou 118 novos clientes, foi hoje anunciado.

“Este laboratório foi uma forma de aproximar a população do nosso centro, principalmente os pequenos e médios produtores de vinho da região”, refere em comunicado Edite Fernandes, diretora executiva do CCVF de Proença-a-Nova.

Em 2017, o laboratório de análises de vinhos recebeu 3.446 amostras entre tintos, brancos e rosés, um número que representa um aumento de mais de 1.600 amostras face ao ano anterior.

O CCVF de Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, disponibiliza desde julho de 2012 este laboratório de análises de mostos e vinhos, que, época após época, tem registado aumentos ao nível do número de amostras recebidas e, consequentemente, do número de análises efetuadas.

O laboratório tem como objetivo a prestação de serviços no controlo de maturação das uvas para planear a data da vindima e correções a realizar, análises, bem como prestar apoio em todo o processo de elaboração do vinho.

“Os clientes deste serviço tornam-se visitantes do centro e muitas vezes voltam com as famílias para visitar a exposição permanente ou participar nas atividades que o CCVF oferece”, explica Edite Fernandes.

Este ano, nos dias 14 e 15 de abril, o CCVF e o município de Proença-a-Nova voltam a realizar o Concurso de Vinhos que irá distinguir, mais uma vez, os melhores vinhos produzidos no concelho, sendo que o objetivo principal do certame é premiar os produtores amadores da arte de fazer bom vinho.