InícioCastelo BrancoCâmara de Penamacor procede à limpeza integral da mata municipal

Câmara de Penamacor procede à limpeza integral da mata municipal

A Câmara de Penamacor vai proceder à limpeza da mata municipal, à abertura de faixas de gestão de combustível e à reflorestação da área ardida no verão de 2017, anunciou hoje o presidente deste município.

“Estamos a ultimar o processo para realizarmos a limpeza integral da mata municipal de Penamacor, quer na área que ardeu no verão passado, onde faremos uma intervenção diferenciada, quer com a abertura das faixas de gestão de combustível. E, depois, iremos aproveitar para promover uma ação de limpeza e manutenção em toda a restante mata, que há muitos anos não sofre uma intervenção destas”, referiu o presidente da autarquia, António Luís Beites.

Lembrando que em 2017 o fogo consumiu cerca de três hectares de mata na vila, António Luís Beites considerou esta intervenção muito importante para “acautelar” o futuro e “evitar sustos” na altura que se avizinha de primavera/verão.

“Vamos tirar todos os pinheiros ardidos, limpar tudo e, na próxima primavera, procederemos à reflorestação”, referiu o presidente desta autarquia do distrito de Castelo Branco.

O autarca especificou que estes três hectares estão integrados numa área global de cerca de 50 hectares de mata municipal, que irá ser alvo de limpeza e trabalhos de manutenção e à volta dos quais se criarão as obrigatórias faixas de gestão de combustível de 100 metros de segurança.

Segundo referiu, o caderno de encargos ainda está a ser concluído, mas a previsão aponta para que na primeira semana de março se avance para a abertura dos processos de adjudicação para que as três intervenções possam estar finalizadas na primavera.

António Luís Beites especificou ainda que a autarquia já limpou os outros terrenos que são propriedades do município e esclareceu que estão a ser realizadas ações de sensibilização e informação em todas as localidades do concelho, mostrando-se convicto que na maioria dos casos os privados vão cumprir a lei e proceder à limpeza.

“Nas situações que a lei não for cumprida, cá estará o município para, dentro do espírito da lei, começar a fazer as intervenções”, disse, ressalvando, contudo, que será difícil cumprir-se os prazos estipulados, até porque a autarquia não tem meios próprios para proceder à limpeza.

Nesta reunião do executivo, foi ainda aprovada a proposta para a abertura dos concursos no âmbito do Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários que, segundo a informação, vai abranger 12 trabalhadores em regime de prestação de serviço.

Por outro lado, António Luís Beites anunciou ainda que o município estará na Bolsa de Turismo de Lisboa com um “stand” próprio, que promoverá o concelho como destino turístico, com ênfase para o património natural e cultural de Penamacor.