InícioFundãoNove milhões para reabilitar a cidade

Nove milhões para reabilitar a cidade

O PLANO Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU)vai permitir um investimento da ordem dos nove milhões de euros na reabilitação de edifícios e de espaços públicos na cidade do Fundão.

A reclamada e sistematicamente adiada reabilitação do Cineteatro Gardunha é o investimento de maior vulto no conjunto de projetos a financiar e será executado durante a primeira fase do plano, que se estenderá até 2018.

Os nove milhões de investimento global resultarão da soma de duas fases distintas do PEDUe disponibilização dos respetivos financiamentos. Uma primeira fase a executar até 2018 e que corresponderá a um investimento global de 5, 2 milhões de euros e uma segunda (a executar em 2019 e 2020) e que significará mais 3,8 milhões de euros.
É um pacote financeiro mais vultuoso do que o disponibilizado ao Fundão no anterior quadro comunitário e que fica a dever-se ao facto de a cidade do Fundão ter sido reclassificada, passando do nível 2 para o nível 1.

A taxa de financiamento, segundo o presidente da Câmara, é de 85 por cento a fundo perdido na generalidade das intervenções, o que permitirá avançar com projetos cuja promessa de concretização se arrasta há vários anos.

O caso mais flagrante é o do Cineteatro Gardunha. A primeira sessão pública com o autor do projeto de reabilitação, o arquiteto José Manuel Castanheira está prevista para breve e servirá para apresentação dos primeiros estudos.

Para viabilizar os investimentos previstos até 2018, o Município terá de assegurar cerca de 15 por cento do valor global dos projetos, o que, segundo o presidente. O PS quis saber como é que o Município garantirá a parte que lhe diz respeito ao que o presidente respondeu que não deverá ser necessário recorrer à banca porque o Orçamento de 2017 e o Plano de Consolidação Financeira têm previstas intervenções relacionadas com o PEDU e que permitem alavancar os investimentos.

Lúcia Reis