InícioSociedadeVespa asiática detetada na Covilhã e Castelo Branco

Vespa asiática detetada na Covilhã e Castelo Branco

A associação ambientalista Quercus alertou hoje para o aparecimento da vespa asiática no distrito de Castelo Branco, com a deteção de quatro casos este ano.

“Foram detetados quatro casos no distrito: em Escalos de Cima e em Alcains (concelho de Castelo Branco), outro em Perais (Vila Velha de Ródão) e um na Covilhã”, afirmou Samuel Infante, da Quercus.

O ambientalista recorda que no ano passado apenas tinha sido detetado um caso no norte do distrito de Castelo Branco e junto ao distrito da Guarda.

Adianta que a vespa asiática está a alastrar por todo o território nacional: “Há uma progressão da espécie e está claramente a avançar pela costa e pelo interior”.

Samuel Infante realça a importância de as pessoas, não só os apicultores, mas todos, estarem atentos a este fenómeno e sublinha que na página da Quercus estão disponíveis folhetos que permitem distinguir a vespa asiática da vespa europeia, espécie autóctone.

“É muito importante tomar medidas preventivas e as pessoas devem estar atentas e denunciarem estas situações, junto das câmaras municipais, juntas de freguesia ou da proteção civil”, disse à Lusa.

As pessoas podem também comunicar a existência destes ninhos através dos ‘sites’ de associações de conservação da natureza, das autarquias e juntas de freguesia ou da linha de apoio SOS Ambiente (808 200 520).

O ambientalista alerta ainda para o perigo que representam, visto tratar-se de uma espécie muito agressiva, que é predador de outras espécies de vespas e de abelhas e que provoca inúmeros prejuízos não só à apicultura como também ao nível da polinização das árvores de fruto e legumes.