InícioSociedadePenamacor e Sabugal com projeto conjunto para Malcata

Penamacor e Sabugal com projeto conjunto para Malcata

(c) João Afonso

As Câmaras de Penamacor e do Sabugal submeteram uma candidatura de cerca de 400 mil euros a fundos europeus para a criação de dois centros interpretativos que se afirmem como as “portas de entrada” da Malcata.

“É uma candidatura conjunta, que já submetemos e que tem o montante de sensivelmente 400 mil euros, sendo que o objetivo é o de duas ‘portas de entrada’ para a Reserva Natural da Serra Malcata (RNSM)”, disse o autarca de Penamacor, António Luís Beites, no final da reunião de executivo desta quarta-feira, durante a qual anunciou o novo projeto.

António Luís Beites frisou que a candidatura ao Portugal 2020 prevê a criação de dois centros interpretativos, um no Sabugal e outro em Penamacor, que através dos respetivos conteúdos virtuais devem ajudar a conhecer o território e paisagem, num convite para que o turista parta à descoberta da Reserva Natural.

“Queremos que estes espaços sejam, para o visitante que aqui chega, um cartão-de-visita e de promoção do nosso património natural e de todo o potencial endógeno que temos associado à RNSM”, acrescentou.

A RNSM estende-se ao longo de 16.348 hectares dos concelhos do Sabugal e de Penamacor, respetivamente nos distritos da Guarda e Castelo Branco.

O autarca penamacorense destacou ainda o atual clima de colaboração existente entre as duas autarquias e o Instituto Conservação da Natureza e das Florestas no sentido de criar as condições necessárias para tirar partido do potencial da Malcata a nível turismo de natureza, aventura e desporto, que nem sempre foi aproveitado da melhor forma.

Segundo especificou, o espaço em Penamacor será desenvolvido a partir da requalificação de um edifício situado na zona do Castelo, junto à Torre de Menagem.

António Luís Beites também referiu que este centro permitirá complementar a rede de espaços culturais que o município quer criar, numa ligação entre o Museu Municipal, a Casa Ribeiro Sanches.

Na reunião, o executivo aprovou ainda a empreitada de requalificação do centro da freguesia de Salvador, no valor de 168 mil euros.