InícioSociedadeO que não deve faltar na mesa da Páscoa

O que não deve faltar na mesa da Páscoa

EÇA de Queiroz referia-se assim às maravilhas da gastronomia da Páscoa: “que maravilhosas caçoilas de arroz, e que divinos anhos pascais assados no aspeto.” São inúmeras as referências às iguarias confecionadas nesta época festiva. A Páscoa marca o fim do jejum da Quaresma e por isso as mesas no domingo vão estar cheias de pratos onde predominam as carnes e os doces.

A nível religioso a Páscoa é uma das grandes festividades ligadas aos judeus instituída para comemorar a libertação do jugo egípcio. Por entre celebrações memoriais, podemos falar das tradições alimentares a elas associadas, como por exemplo, a ceia pascal que obedece a uma ementa especial e obrigatória, como é o caso do cordeiro, passando pelas ervas amargas não esquecendo o pão ázimo.

Com o cristianismo, a festa de Ressurreição é o pretexto para as famílias confraternizarem. A Páscoa continua a ser das principais festas do calendário cristão. No próximo domingo, e depois da abstinência, as mesas estarão recheadas com as melhores iguarias. O JF mostra-lhes algumas iguarias. A doceira Teresa Simão e o chef de cozinha Jorge Coelho dão uma ajuda.

Veja toda a reportagem na edição impressa do JF.

Pedro Silveira