InícioSociedadeMilhares encheram as ruas na noite mais colorida da Covilhã

Milhares encheram as ruas na noite mais colorida da Covilhã

A qualidade das Marchas da Covilhã, reconhecida e enaltecida por toda a gente, incluindo o presidente da Fundação Inatel, poderá abrir portas a uma participação especial e inédita, no próximo ano, nas Marchas de Lisboa.

“Espero que as boas relações possibilitem que uma Marcha da Covilhã possa estar presente na Avenida da Liberdade como convidada”, admitiu Elias Riscado. O presidente do Grupo Desportivo da  Mata, coletividade que uma vez mais, em parceria com a Câmara Municipal, organizou com grande sucesso o desfile das marchas covilhanenses, presenciado por muitos milhares de pessoas, desde o Campo das Festas, Jardim Público, Rua Direita e Praça do Pelourinho, que registou uma das maiores enchentes de sempre, revelou ao JF que já lançou o repto às entidades autárquicas e políticas da cidade.

“Estas marchas não envergonhariam a Covilhã em Lisboa” capital das marchas populares, enalteceu também o presidente da Câmara. Vítor Pereira reconheceu ainda que “há muito tempo que não via tanta gente no Pelourinho e no centro da cidade a assistir a uma espetáculo desta magnitude”. Presente na Covilhã onde a Fundação Inatel celebrou o 82.º aniversário, o presidente daquela instituição mostrou-se empolgado e não houve marcha que Francisco Madelino não tenha filmado e fotografado.

Toda a reportagem em edição impressa do JF.

Romão Vieira