InícioSociedadeManutenção das estradas: a conta que poucos podem pagar

Manutenção das estradas: a conta que poucos podem pagar

“Foi um erro, mas estamos a tempo de o corrigir”, adverte o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia, lamentando que Bruxelas tenha deixado de apoiar a reparação de estradas.

Deixou de haver dinheiro para as estradas e os municípios passaram a suportar integralmente a fatura das obras. Muitos deles dizem que não têm meios para manter as vias rodoviárias em boas condições.

No concelho da Covilhã, há estradas a precisar urgentemente de obras. Uma extensão de 217 quilómetros tem por sua conta o Município, que diz ter recuperado 23,48 quilómetros durante o atual mandato, num investimento que rondou dois milhões de euros.

O Município do Fundão tem sob sua responsabilidade 260 quilómetros. 70 quilómetros de estradas desclassificadas, 102 de estradas municipais e mais 87 quilómetros de caminhos.

Todo o artigo na edição impressa do JF.

Lúcia Reis