InícioSociedadeIncêndios: aldeias evacuadas em Oleiros e A23 cortada na Guarda

Incêndios: aldeias evacuadas em Oleiros e A23 cortada na Guarda

(c) Rui Oliveira / Global Imagens)

Este ano é raro o incêndio que não dura três ou quatro dias e isso está a verificar-se novamente em Oleiros e Guarda, com centenas de bombeiros a prepararem-se para a segunda noite de “combate”.

O fogo de Oleiros, que começou quarta-feira, ganhou hoje força em várias direções e destruiu mesmo sete casas foram no Orvalho e uma em A-de-Moço, de acordo com informações do autarca de Oleiros, Fernando Jorge, adiantando ainda que as chamas alargaram-se aos concelhos de Castelo Branco e Fundão e obrigaram à evacuação das aldeias de Silvosa, Vinha, Cardosa e Sarnadas de São Simão.

Um bombeiro da corporação de Vieira de Leiria foi ferido com gravidade, com queimaduras de 1.º e 2.º graus, mas não corre risco de vida. Neste momento, estão no local 597 homens.

No concelho da Guarda, o incêndio que deflagrou também quarta-feira, junto a Fernão Joanes, alastrou-se ao Seixo Amarelo, Vela, Vale de Estrela e agora está na zona de Aldeia do Bispo, tendo obrigado ao corte da EN 18 e também da A23.

São 432 bombeiros, apoiados por 126 veículos, a lutar contra as chamas, que lavram a escassos quilómetros da cidade da Guarda.