InícioSociedadeGreve de não docentes encerra mais de 100 escolas na região

Greve de não docentes encerra mais de 100 escolas na região

A greve de pessoal não docente levou ao encerramento de mais de 100 escolas na região Centro, informou esta sexta-feira o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (STFPS) do Centro.

De acordo com Carlos Fontes, há uma “maior adesão” à greve no distrito de Coimbra, “embora ainda estejam dados a chegar ao sindicato”.

“Houve muitas escolas que não encerraram às 8:00, mas poderão encerrar no decorrer da manhã por causa da falta de funcionários não docentes”, explicou o dirigente sindical.

Os funcionários das escolas fazem greve para exigir, entre outros aspetos, a negociação da criação de uma carreira especial, mas também mais recursos humanos nas escolas, com os sindicatos a estimarem uma carência de, no mínimo, 2.000 auxiliares.

Há várias escolas fechadas no distrito de Castelo Branco, nas principais cidades e também, por exemplo, em Belmonte, no Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral.

No distrito da Guarda, há escolas encerradas em Seia, Pinhel, Vilar Formoso e Almeida, bem como na capital do distrito, como é o caso da Escola Secundária da Sé e a Afonso Albuquerque.