InícioSociedadeAcreditação máxima para curso de Medicina da UBI

Acreditação máxima para curso de Medicina da UBI

(c) Sineiro.pt

O curso de Medicina está assegurado por mais seis anos na Covilhã, depois da A3ES – Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior ter concedido uma nova acreditação pelo tempo máximo.

Estas avaliações têm como base uma análise realizada pela Comissão Externa de Avaliação (CEA) e no caso da Covilhã “abrangeu todos os aspetos relacionados com a qualidade da formação dos médicos na UBI – como o plano de estudos, a organização interna da FCS, os recursos humanos e físicos, a investigação e as parcerias externas, entre outros –, tendo merecido nota positiva”, informou esta quinta-feira a Universidade da Beira Interior (UBI).

De acordo com a CEA, estão a ser formados na FCS “médicos capazes de responder às necessidades do sistema nacional de saúde”.

A metodologia de ensino inovador, que tem sido elogiada desde a criação do curso, foi considerada bem adaptada aos objetivos do Mestrado Integrado, tal como a avaliação dos alunos que em elevado número obtêm o grau de Mestre em Medicina no tempo previsto para a duração do ciclo de estudos (6 anos).

A organização interna da escola, as instalações físicas adequadas (laboratórios de ensino, salas de aula, espaços de estudo e biblioteca), são outros pontos fortes identificados, bem como o facto de haver um corpo docente próprio e qualificado, atendendo aos objetivos do curso e constituído por uma parte significativa de doutorados.