InícioSociedadeEstradas: mais mortos na Guarda, menos em Castelo Branco

Estradas: mais mortos na Guarda, menos em Castelo Branco

A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária revelou esta terça-feira os dados da sinistralidade rodoviária do primeiro semestre deste ano, registando-se mais 44 mortos do que em igual período de 2016.

Na Beira Interior, a situação melhorou no distrito de Castelo Branco, passando de nove mortos no primeiro semestre de 2016 para seis no primeiro semestre deste ano.

Ao invés, no distrito da Guarda houve uma subida, passando de dois para cinco mortos.

Curiosamente, no número de acidentes o registo é ao contrário, havendo um crescimento em Castelo Branco (de 802 para 859) e uma descida na Guarda (de 691 para 665).

Relativamente a feridos graves, Castelo Branco tem menos quatro (descida de 35 para 31) e a Guarda tem mais um (subida de 22 para 23).

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram no primeiro semestre do ano 237 mortos, mais 44 do que em igual período de 2016, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Nos dados nacionais, que reúnem informação da PSP e da GNR, verifica-se que este ano já morreram nas estradas portuguesas 237 pessoas (mais 44 do que em igual período no ano passado, quando morreram 193). Feridos graves são 974 (em 2016 foram 926).

Filipe Sanches