InícioSociedadeChegou o tempo das grandes romarias

Chegou o tempo das grandes romarias

É a primeira grande romaria da Beira Baixa. Logo na segunda-feira após o domingo de Páscoa todos os caminhos vão dar a Penamacor onde se venera a Nossa Senhora do Incenso. A capela que alberga a imagem fica a alguns quilómetros da sede de concelho, mas isso não impede que milhares de pessoas ali se desloquem para pagar as promessas, assistirem às celebrações religiosas e confraternizarem nos tradicionais almoços partilhados que enchem o recinto da capela.

No segundo domingo após a Páscoa, os caminhos vão dar à Senhora da Saúde, tradicionalmente invocada pelos doentes com romaria, no Padrão, no concelho de Castelo Branco. É tradição muitos fiéis se deslocarem a pé até à aldeia para assistirem à missa. Assim, também em Rabaças, no concelho de Oleiros. Paralelamente a Comissão de Festas assegura um programa de atuações musicais e tasquinhas de restauração e venda de bebidas.

Considerada a “Romaria da Beira Baixa”, a Senhora do Almortão, em Idanha-a-Nova, remonta ao século XIII. Na terceira segunda-feira após a Páscoa, pessoas de todo o país e de Espanha concentram-se em redor da ermida, situada próximo da vila.

Toda a reportagem na edição impressa do JF.

Célia Domingues