InícioSaúdeMiguel Castelo-Branco na Comissão de Ética para a Investigação Clínica

Miguel Castelo-Branco na Comissão de Ética para a Investigação Clínica

O docente e investigador da Faculdade de Ciências da Saúde da UBI, Miguel Castelo-Branco, foi escolhido pelo Ministro da Saúde para integrar o conjunto de peritos da Comissão de Ética para a Investigação Clínica (CEIC), até 2020.

“A entidade é constituída por 30 elementos, tendo como critério de seleção serem personalidades com reconhecida experiência nas áreas da bioética, da genética, da medicina, das ciências farmacêuticas, da farmacologia clínica, da enfermagem, da bioestatística, jurídica e teológica, além de outros setores que garantam os valores culturais da comunidade”, informa a UBI.

Além de Miguel Castelo-Branco, que é diretor do Mestrado Integrado em Medicina da UBI, foram nomeados cerca de duas dezenas de especialistas ligados ao Ensino Superior, de oito instituições portuguesas: Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar; Universidade de Aveiro; Universidade da Beira Interior; Universidade de Coimbra; Universidade Fernando Pessoa; Universidade de Lisboa; Universidade Nova de Lisboa; e Universidade do Porto.

Miguel Castelo-Branco, que já este ano foi eleito presidente da Sociedade Portuguesa de Simulação Aplicada às Ciências da Saúde, é professor associado da UBI e médico especialista em Medicina Interna e em Medicina Intensiva – Assistente Graduado Sénior de Medicina Interna do Centro Hospitalar Cova da Beira.

Vai agora integrar a entidade faz a apreciação da investigação clínica com seres humanos em Portugal, no âmbito do conceito de estudos clínicos. A CEIC é presidida pelo investigador Alexandre Quintanilha, tendo a equipa de peritos e da Comissão Executiva sido oficializadas na edição de 26 de julho do Diário da República.