InícioPolíticaPSD albicastrense queixa-se das ausências de Luís Correia

PSD albicastrense queixa-se das ausências de Luís Correia

Nas últimas seis reuniões públicas do executivo municipal (realiza-se uma vez por mês), o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia faltou a quatro e em duas esteve apenas no início dos trabalhos. A queixa partiu dos vereadores do PSD na autarquia que manifestaram desagrado pela ausência de Luís Correia em mais uma reunião do executivo, na sexta-feira.
“A ausência do presidente nas sessões públicas do executivo começa a ser confrangedora, independentemente dos motivos”, referiu Paulo Moradias no início da reunião.
“Tinha preparado algumas intervenções para o presidente da Câmara, mas acho que não é cordial estar a fazer perguntas quando as pessoas não estão”. Arnaldo Brás, explicou aos vereadores da oposição que o presidente Luís Correia estava ausente no “exercício de funções do município”. Em concreto, o autarca estava em Berlim, a participar no Portugal Foods, no qual o Inovcluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro assegurou a presença portuguesa na Semana Verde de Berlim.
Os vereadores questionaram o vice-presidente em exercício sobre uma alegada situação que se passa na Barragem de Santa Águeda, albufeira que abastece Castelo Branco, em que estão a ser transformados caminhos públicos, que dão acesso à barragem, em caminhos privados.
“Há um conjunto de caminhos que são públicos e é uma situação que urge verificar o que se passa”, alertou.
Arnaldo Brás recordou ao vereador do PSD que esta questão está fora das competências da Câmara e que se trata de uma matéria do foro dos tribunais.
“Quem decide essas questões são os tribunais. De qualquer forma, se forem caminhos que estão sob a alçada da Câmara Municipal, podemos nós colocar essa questão ao Ministério Público para ter o respetivo desenvolvimento legal, sendo certo que normalmente essas questões são levantadas pelas juntas de freguesia”, concluiu.