InícioPolíticaPaulo Fernandes confirma recandidatura

Paulo Fernandes confirma recandidatura

(c) Catarina Canotilho/JF

O atual presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, recandidata-se pelo PSD nas eleições autárquicas do dia 1 de outubro para consolidar o trabalho feito com base numa estratégia de inovação e desenvolvimento para o concelho.

“Venho confirmar que serei candidato a um segundo mandato, o que faço com elevado sentido de responsabilidade e dever, e também com a maior honra que se pode ter, que é a de poder representar os nossos concidadãos e poder com muito trabalho, mas também com uma visão bem determinada, continuar a conduzir o concelho do Fundão na senda da criação de valor”, referiu hoje durante um encontro com jornalistas, marcado para o mesmo local em que realizou a apresentação pública da candidatura para o anterior mandato.

O autarca, que tem atualmente 45 anos e que está na Câmara do Fundão desde 2002, tendo exercido funções de vereador e de vice-presidente, considerou que os “resultados positivos” alcançados com a estratégia e plano de inovação implementados desde que tomou posse como presidente do município são também indicadores de que o caminho delineado para uma década deve continuar a ser seguido.

“Temos conseguido com esse plano de inovação tirar partido daquilo que são os nossos recursos, daquilo que são as nossas pessoas e os nossos empresários e, simultaneamente, temos conseguido colocar o Fundão no radar de novos investimentos, de [conseguir] novas vontades para aqui se fixarem e isso é extraordinariamente importante e é preciso consolidar essa estratégia e dar-lhe continuidade e, obviamente, aqui estou para dizer presente e para dizer que estarei totalmente focado para podermos continuar esse caminho”, referiu.

Paulo Fernandes revelou ainda que a candidatura social-democrata à Assembleia Municipal será encabeçada por Vítor Martins, que já é o atual presidente daquele órgão.

No que concerne aos restantes elementos da equipa, remeteu para mais tarde o anúncio dessa informação.

Catarina Canotilho