InícioPolíticaJoão Corono é o candidato do Bloco na Covilhã

João Corono é o candidato do Bloco na Covilhã

(c) Edgar Martins

O gerente de hotelaria João Corono é o candidato do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara da Covilhã nas eleições autárquicas de 1 de outubro, anunciou hoje em comunicado aquele partido.

Ex-delegado sindical, João Corono tem 63 anos, é gerente de hotelaria, restauração e bebidas e tem um percurso ligado ao movimento associativo e cultural da Covilhã, além de ser um dos responsáveis locais do BE.

Segundo a nota de imprensa, a candidatura pretende “aportar transparência, seriedade, competência e proximidade à política do concelho. Devolver as cidades e as freguesias à sua população, retirando-a da subjugação aos interesses e às políticas desastrosas destes últimos 25 anos”.

O BE adianta igualmente que o cabeça de lista à Assembleia Municipal será Nuno Cruz, independente, 28 anos, natural de Vila Nova de Gaia, mas a residir na Covilhã há 10 anos.

Licenciado em Sociologia e a frequentar o mestrado de “Pobreza e Políticas Sociais” na Universidade da Beira Interior, Nuno Cruz é atualmente assistente de loja para o grupo Altice.

“Somos uma nova equipa que procura uma nova forma de fazer política, pondo o interesse público em primeiro lugar. Queremos iniciar um novo ciclo autárquico, que invista e valorize as pessoas, que pense e reestruture as cidades, vilas e aldeias, que reinvente o comércio e melhor distribua a riqueza, e que não promova de modo nenhum a exclusão social”, acrescenta a nota.

Além de João Corono, já anunciaram as respetivas candidaturas à Câmara da Covilhã, distrito de Castelo Branco, Marco Batista (PSD), Adolfo Mesquita Nunes (CDS-PP), Carlos Pinto (independente), Mónica Ramôa (CDU) e Vítor Pereira (PS).