InícioPolíciaIncendiário de Pinhel confessa crime e é detido

Incendiário de Pinhel confessa crime e é detido

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção, em Pinhel, de um agricultor de 47 anos “autor confesso” de um incêndio florestal de grandes dimensões, ocorrido no dia 21.

Segundo uma nota do Departamento de Investigação Criminal da PJ da Guarda, o suspeito, que foi detido em colaboração com a GNR de Pinhel, terá originado o fogo rural “quando pretendia limpar e renovar áreas de pastagem”.

O fogo teve início na localidade de Cidadelhe e registou vários reacendimentos, que motivaram o combate “durante vários dias consecutivos”.

“Em consequência deste incêndio arderam aproximadamente 109 hectares de área agrícola, formada por mato, pastagens, videiras, freixos, oliveiras e sobreiros”, refere a PJ.

O arguido, já referenciado policialmente por atos de idêntica natureza, vai ser presente às competentes autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial e submissão a adequadas medidas de coação, indica o comunicado.

A PJ, este ano, já identificou e deteve 82 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.