InícioOpiniãoUm jornal, uma jornada

Um jornal, uma jornada

Nuno Francisco

1 – SÃO 71 anos de um percurso que se desenvolveu em comunhão com milhares de leitores que fizeram – e fazem – esta travessia conjunta pelo mundo das palavras. Na sexta-feira cumpriu-se mais uma data relevante na história deste jornal. O dia 27 de janeiro culminou um ano de iniciativas organizadas pelo Jornal do Fundão para assinalar as sete décadas de existência que, com o apoio indispensável de vários parceiros, sublinharam de forma indelével aquilo que são as forças do Jornal do Fundão:a defesa intransigente da Beira Interior, das suas gentes, da sua cultura, bem como a promoção de debates e reflexões sobre desenvolvimento regional que apontem caminhos válidos para o nosso futuro coletivo. De um jornal como o Jornal do Fundão não se esperará menos do que isto, não se esperará menos do que uma exigência vincada na defesa desta região.
Um jornal com este compromisso assumido não pode diminuir o seu papel a um simples repositório de notícias. O nosso compromisso vai muito mais longe do que isso; o nosso compromisso é muito mais ambicioso. Isso mesmo foi sublinhado pelos convidados que participaram no debate final da cerimónia de encerramento das comemorações dos 70 anos doJornal do Fundão. O secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, o coordenador-adjunto da Unidade de Missão para a Valorização do Interior,João Paulo Catarino, o reitor da Universidade da Beira Interior, AntónioFidalgo, e o presidente da Câmara Municipal do Fundão e da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, Paulo Fernandes, destacaram o papel fundamental que este jornal desempenha para a região, como entidade que fomenta uma visão conjunta da nossa realidade, como entidade que promove o debate, a reflexão e que apela à ação em defesa da Beira Interior. É neste papel em que nos sentimos bem, é nesta função que empenhamos todas as nossas energias. Porque neste jornal nunca se seguiu a máxima de que a melhor forma de evitar críticas é fazer rigorosamente nada. O Jornal do Fundão não quer passar discretamente pela história, nem ficar de braços cruzados a olhar para os problemas e anseios de uma região. Para este ano estão já planeadas várias iniciativas de âmbito regional, que a seu tempo serão divulgadas, e que se focam precisamente no adensar desta matriz que o JF orgulhosamente ostenta e que lhe é reconhecida. O futuro desta região continuará a contar connosco nesta grande jornada coletiva, tal como sempre contou nas últimas sete décadas.
2 – Uma das grandes novidades do Jornal doFundão para este ano chegou na última quinta-feira. A nova página online, criada pela equipa da Direção de Tecnologias e Sistemas de Informação da Global Media, veio substituir o velho site com 15 anos, já totalmente desfasado da realidade digital que se vive. A primeira alegria chegou poucos dias depois, através de um relatório analítico que apontava para um crescimento de de 662 por cento nos pageviews (número de vezes que a página é visualizada), passando de três mil para 23 mil. Um crescimento assinalável a todos os níveis e que será naturalmente para ampliar, colocando, também, no setor digital, o Jornal do Fundão no lugar onde merece estar.