InícioGuardaO Carnaval “genuinamente português” é na Guarda

O Carnaval “genuinamente português” é na Guarda

(c) Adalberto Carvalho

A Câmara Municipal da Guarda vai assinalar o Carnaval com um programa que inclui um desfile e o “Julgamento do Galo”, e que possibilita, pela primeira vez, que os cidadãos queimem os “males” do ano velho.

O evento “GuardaFolia”, que vai ser promovido pela autarquia entre os dias 24 e 28, inclui desfile e “Julgamento do Galo”, cortejo infantil, teatro, “Tabernas do Entrudo” e um espetáculo de comédia com Luís Franco Bastos, entre outras iniciativas.

Segundo o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, a autarquia promete aos foliões “um Carnaval genuinamente português na cidade mais alta” do país.

O autarca destaca a realização, pelas 15:00 do dia 26, um domingo, do desfile e “Julgamento do Galo”, com início na Alameda de Santo André e finalização na Praça Luís de Camões, no largo da Sé Catedral, que envolverá cerca de mil pessoas e contará com a participação de 29 freguesias do concelho.

A autarquia espera “milhares de pessoas” naquele que é considerado “um dos carnavais mais genuínos, inspirados nas ancestrais formas de catarse coletiva”.

A novidade do evento deste ano diz respeito à colocação da estrutura do “galo”, da autoria do escultor Rui Miragaia, na Praça Velha, entre os dias 18 e 26.

“Essa instalação tem um motivo: desafiar os guardenses e os visitantes a depositarem no ‘galo’ todos os males e todas as questões das quais se querem ver livres”, segundo Victor Amaral, vereador da autarquia da Guarda com o pelouro da cultura e do turismo.

As mensagens depositadas no “galo” arderão no dia do julgamento, juntamente com os “sacos das maleitas” que serão recolhidos nas ruas e em instituições da cidade, indicou o responsável.

O programa de Carnaval “GuardaFolia” começa pelas 14:00 de sexta-feira, dia 24, com um cortejo infantil, que contará com a participação de 1.600 crianças das escolas e dos jardins-de-infância do concelho.

Haverá também, entre 24 e 26, “Tabernas do Entrudo”, no pátio do Museu da Guarda, animadas por oito associações locais e, entre 24 e 28, um roteiro gastronómico da vaca jarmelista, uma raça autóctone da região da Guarda, em 36 restaurantes.

“Esta iniciativa, promovida pela AcriGuarda [Associação de Criadores de Ruminantes da Guarda] com o apoio do município, completa a oferta gastronómica dos dias de folia e promete ser uma boa oportunidade para dar mais visibilidade a uma carne autóctone de grande qualidade”, explica a organização.

Uma exposição de galos produzidos por artesãos locais, a realizar entre 24 de fevereiro e 31 de março, no Paço da Cultura, é outra das iniciativas que integra o cartaz da programação de Carnaval da cidade da Guarda.