InícioGaleriaEm Idanha 22 mil escuteiros aplaudiram Marcelo

Em Idanha 22 mil escuteiros aplaudiram Marcelo

O Presidente da República disse, em Idanha-a-Nova, que sai do acampamento nacional de escuteiros de “alma cheia” e que os jovens presentes “têm todos os motivos para abraçar o futuro”.

“Saio de alma cheia, claro, não é por acaso que o lema [do acampamento] é abraçar o futuro”, afirmou.

O chefe de Estado visitou durante a tarde de segunda-feira, a pé, o 23.º acampamento nacional de escuteiros (ACANAC), que está a decorrer em Monte Trigo, no concelho de Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, onde foi recebido por cerca de 22 mil escuteiros, em euforia.

Marcelo Rebelo de Sousa disse aos jornalistas que os jovens ali presentes “têm todos os motivos do mundo para abraçar o futuro”.

“Este é um acampamento de esperança, o maior acampamento jamais realizado em Portugal, traduzindo a força do movimento do escutismo católico português, que nasceu em 1923, que resistiu à ditadura, que tem um dinamismo forte (…)”, frisou.

Marcelo Rebelo de Sousa disse ainda que a sua presença serviu também para agradecer, como Presidente da República, a “esperança, a solidariedade e o sentido coletivo” expresso neste ACANAC, que não era visitado por um chefe de Estado há mais de 40 anos.