InícioEconomiaEncerramento da CGD no Teixoso está a ser reavaliado

Encerramento da CGD no Teixoso está a ser reavaliado

caixa-geral-depositos

A Câmara da Covilhã disse sexta-feira, em comunicado de imprensa, que a administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) lhe deu a garantia de que o encerramento do balcão do Teixoso foi suspenso e que a situação será reavaliada.

Na nota de imprens, é referido que a garantia foi deixada durante uma reunião realizada esta semana entre o presidente do Município da Covilhã, Vítor Pereira, e o Conselho de Administração da CGD.

“Da reunião saiu a garantia por parte da Administração de que a decisão de encerrar a dependência bancária fica suspensa. Os administradores da CGD comprometeram-se a reavaliar este caso, no âmbito da reestruturação já anunciada no banco público”, refere a nota.

Citado na nota de imprensa, Vítor Pereira adianta que a Administração da CGD se “mostrou sensível” aos argumentos apresentados, entre os quais o que aponta que “as populações têm de continuar a ter acesso a um banco com as características da CGD”.

A nota também adianta que a manutenção da agência poderá passar pelo funcionamento “noutros moldes.

“Nesse sentido, ficou agendada uma reunião na Covilhã na qual o administrador da CGD responsável por esta área irá propor ao presidente da Câmara uma solução para a dependência bancária do Teixoso”, conclui a informação deste município do distrito de Castelo Branco.

O encerramento do balcão da CGD no Teixoso estava previsto para dia 31 e tinha já sido confirmado à agência Lusa por fontes oficiais da caixa.

A decisão foi amplamente contestada, quer por partidos políticos, quer pela população, que já lançou um abaixo-assinado e levou a cabo uma manifestação junto ao balcão da CGD no Teixoso, tendo, entretanto, anunciado a possibilidade de repetir o protesto em Lisboa.