InícioDesportoSerranos mostram a Viseu quem manda nas Beiras

Serranos mostram a Viseu quem manda nas Beiras

O Sporting da Covilhã foi mais forte, esta quarta-feira, no dérbi beirão da II Liga, recebendo e batendo o Académico de Viseu por 2-1, um resultado curto para tanto domínio dos serranos.

As duas equipas, que iniciaram a partida separadas por apenas um ponto e tentando fugir definitivamente à zona perigosa, equilibraram-se nos primeiros minutos, mas o Covilhã ganhou ascendente após os 15 minutos e abriu o marcador aos 27 minutos, por intermédio de Zarabi.

O central já havia ameaçado e à segunda marcou mesmo, na sequência de uma bola parada, com um belo cabeceamento.

Nos minutos finais da primeira metade, a formação orientada por Francisco Chaló, ex-treinador dos ‘leões da serra’, reagiu e procurou chegar à igualdade, sobretudo com remates de média distância. Valeu Igor Rodrigues para travar as investidas de Sandro Lima e Zé Paulo.

No reatamento, o Sporting da Covilhã surgiu de novo dominante e logo no primeiro minuto Erivelto trabalhou bem na área e acertou no poste. Passados três minutos, Diarra isolou Harramiz, mas o santomense não conseguiu bater Rodolfo. Depois, foi Gilberto, de fora da área, a atirar ao lado.

Ao minuto 54, o visitante Stéphane cortou entre os postes um remate de Mike, num lance em que a bola parecia estar já dentro da baliza. Mas logo a seguir o Covilhã aumentou mesmo a vantagem. Bruno Loureiro levantou os braços a um tiro de Medarious e o árbitro, em cima da jogada, assinalou grande penalidade, que Erivelto converteu de forma perfeita.

As melhores ocasiões continuaram a pertencer aos serranos, com destaque para um cabeceamento à barra de Ponde, jogador que pouco depois, isolado, não conseguiu bater Rodolfo.

Quando já ninguém esperava, no último minuto dos descontos (90+6′), Zarabi e Zé Pedro desentenderam-se e perderam a bola para Zé Paulo, que reduziu.

Filipe Gouveia: “Quando estamos concentrados e focados, jogamos bem, com qualidade e não deixamos o adversário ter bola. Foi isso que aconteceu hoje, conseguindo criar muitas oportunidades. Mas por vezes perdemos a concentração e somos penalizados. Temos de acabar com isso de uma vez por todas. Esta vitória deixa-nos perto dos 10 primeiros, que é onde queremos (e merecemos) estar em termos de classificação”

Francisco Chaló: “Não estivemos ao nosso nível e a derrota acaba por se ajustar, tendo em conta o caudal ofensivo do adversário. Ainda reagimos no final da primeira parte, mas após o intervalo entrámos muito amorfos. Parece que só depois do segundo golo e que começámos a melhorar. Se o nosso golo surgisse mais cedo, talvez a partida fosse diferente. Estamos a lutar pela manutenção e não nos podemos distrair nos próximos jogos.”

 

Ficha

Jogo no Estádio Santos Pinto, na Covilhã.

Sporting da Covilhã – Académico de Viseu, 2-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Zarabi, 27 minutos.

2-0, Erivelto, 55 (grande penalidade).

2-1, Zé Paulo, 90+6.

 

Equipas

– Sporting da Covilhã: Igor Rodrigues, Mike, Zarabi, Zé Pedro, Marcílio (Ofori, 85), Djikine, Gilberto, Diarra, Harramiz, Medarious, Erivelto (Ponde, 80).

(Suplentes: Igor Araújo, Soares, Ofori, Ponde, Joel, Sambinha, Onyeka).

Treinador: Filipe Gouveia.

– Académico de Viseu: Rodolfo, Joel (Paná, 79), Bruno Miguel, Bura, Stéphane, Capela, Bruno Loureiro (Rui Miguel, 63), Tiago Borges, Moses (Zé Pedro, 52), Zé Paulo e Sandro Lima.

(Suplentes: Elísio, Tiago Gonçalves, Luisinho, Paná, Tomé, Rui Miguel, Zé Pedro).

Treinador: Francisco Chaló.

 

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo a Diarra (29), Zé Paulo (32), Bruno Loureiro (55), Gilberto (90+5).