InícioDesporto“A Câmara não nos dá um cêntimo há quatro anos”

“A Câmara não nos dá um cêntimo há quatro anos”

O presidente do Sp. Covilhã, José Mendes, afirmou hoje que os objetivos do clube na temporada que agora se inicia passam apenas pela manutenção na II Liga e por fazer boa figura nas taças, uma vez que os apoios são poucos.

“Não pode haver aqui ambições de nada, porque também não há dinheiro para nada. A Câmara da Covilhã não nos dá um cêntimo há quatro anos. Vai-nos dando os campos para jogarmos, vai tratando a relva, mas também era o que faltava não disponibilizar os espaços. Aliás, se a Câmara não nos quiser na cidade, vamos jogar para a Guarda, para o Fundão ou para Castelo Branco…”, ironizou o responsável máximo dos “leões da serra”, garantindo, por outro lado, que os apoios privados mantêm-se, como por exemplo o patrocínio nas camisolas.

Com um orçamento semelhante ao de anos anteriores, José Mendes, que está há 13 anos no clube, sublinha que o Sporting da Covilhã “não deve nada a ninguém”, honra os seus compromissos, “é o clube há mais anos consecutivos na II Liga e foi o primeiro emblema, neste defeso, a cumprir os requisitos obrigatórios para participar nas competições profissionais”.

Apesar das dificuldades e das várias mexidas no plantel, os responsáveis serranos esperam uma época boa, como explicou o treinador Filipe Gouveia. “A nossa expectativa é fazermos uma época tranquila, um pouco à imagem do que fizemos no ano passado. Embora não tivéssemos começado bem, acabámos bem”, diz o técnico, a iniciar o segundo ano no comando dos “leões da serra”.

Filipe Gouveia salienta a saída de “muitos jogadores”, a necessidade de formar um plantel “dentro da disponibilidade e realidade do clube” e aguarda pela chegada do restante grupo de trabalho para começar a criar um grupo “forte e coeso”.

“Neste momento estão a faltar 11 jogadores. Uns por problemas burocráticos, outros porque estão a acertar rescisões nos clubes, outros por problemas de voo. Contamos até ao final da semana termos os 11 jogadores que estão a faltar”, adianta.

Já com algumas caras novas, o grupo fez o primeiro treino durante a manhã no Complexo Desportivo da Covilhã, o local onde a equipa vai jogar até outubro, enquanto decorrem as obras de remodelação no Estádio Santos Pinto, casa do Sporting da Covilhã.

Nos próximos dias haverá estágio nas Penhas da Saúde e no sábado, dia 1 de julho, às 10 da manhã, realiza-se o primeiro teste, como é habitual, frente a uma seleção de jogadores da região. O clube oferece no final um almoço com porco no espeto a todos os sócios e adeptos.

Filipe Sanches