InícioCulturaTrovador Bandarra já tem uma “casa” na sua terra

Trovador Bandarra já tem uma “casa” na sua terra

bandarra

A Câmara Municipal de Trancoso já concluiu a Casa do Bandarra, um espaço dedicado ao sapateiro, poeta e profeta Gonçalo Enes Bandarra, para dinamizar turisticamente aquela cidade do distrito da Guarda.

O projeto ocupa um edifício do centro histórico de Trancoso, que se localiza em frente do Centro de Interpretação da Cultura Judaica dedicado a Isaac Cardoso, médico judeu que nasceu no início do século XVII naquela localidade.

A Casa do Bandarra, dedicada ao sapateiro profeta falecido em 1576, é o primeiro equipamento do concelho “com algum cariz de interpretação cultural”, disse à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Trancoso.

“Tem muitos conteúdos modernos e dinâmicos. [O equipamento] está muito ligado às novas tecnologias, é um espaço que consegue agradar aos mais jovens e aos menos jovens. Tem vertentes lúdicas e educativas”, explicou Amílcar Salvador.

O autarca referiu, como exemplo, que no seu interior os visitantes podem ouvir as trovas de Bandarra, em Português e em Inglês, e assistir a um filme de dez minutos “sobre a vida e a obra de Bandarra”.

“É mesmo um espaço muito dinâmico e que vai atrair as pessoas e é uma mais-valia para o turismo, não tenho dúvida nenhuma, porque fica bem no centro histórico de Trancoso”, afirmou.

O edifício de dois pisos tem no rés-do-chão frases alusivas a Bandarra e um painel com a sua imagem.

No piso superior existem vários monitores onde é exibido o filme sobre a vida e a obra do sapateiro profeta, uma fonoteca com as suas trovas, um livro digital com as lendas que lhe estão associadas, um painel sobre a sua prisão pela Inquisição, em 1541, e uma mesa multimédia didática sobre a profissão de sapateiro, entre outros conteúdos.

A Casa do Bandarra faz parte do Projeto Rotas de Sefarad – Valorização da Identidade Judaica Portuguesa no Diálogo Interculturas que resultou numa candidatura ao Programa EEA Grants 2009-2014 da Associação Rede de Judiarias de Portugal, da qual o Município de Trancoso foi cofundador.

O projeto representou um investimento global de 138 mil euros e teve uma comparticipação de 85%, segundo o autarca Amílcar Salvador.

A cerimónia inaugural do novo equipamento está marcada para as 16:30 de domingo, mas a autarquia de Trancoso elaborou um programa que começa hoje com atividades nas escolas do concelho.

No sábado, ao longo do dia haverá conferências, a apresentação de livros e de um jogo, e a inauguração de uma exposição sobre Bandarra.

A Câmara Municipal de Trancoso lembra que em setembro de 1996 também homenageou Gonçalo Enes Bandarra, comemorando os 500 anos do seu nascimento.