InícioCulturaFestival da Canção da Serra da Estrela conta com 17 países

Festival da Canção da Serra da Estrela conta com 17 países

Um total de 49 concorrentes oriundos de 17 países participam, em Seia, na terceira edição do Festival Internacional da Canção da Serra da Estrela (FICSE), que será realizado entre quarta-feira e sábado, foi hoje anunciado.

O FICSE é promovido pela Câmara Municipal de Seia, com o apoio da União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, e do Turismo do Centro Portugal.

Segundo a organização, a cidade de Seia, situada na Serra da Estrela, no distrito da Guarda, “continua a marcar posição nos festivais internacionais da canção”, com a realização da terceira edição de um evento que vai decorrer na Casa Municipal da Cultura.

“No total, serão 49 os participantes que ao longo de quatro dias intensos terão de provar e demonstrar o seu talento para cantar perante um júri internacional, constituído por personalidades de relevo do mundo da música”, é referido em nota hoje enviada à agência Lusa.

A fonte refere que os concorrentes são oriundos de 17 países: Arménia, Azerbaijão, Brasil, Bulgária, Chile, República Popular da China, Croácia, Estónia, Itália, Lituânia, Malta, Moldávia, Polónia, Portugal, Roménia, Rússia e Suíça.

Os participantes chegam à cidade de Seia na terça-feira e, no dia seguinte, iniciam os ensaios das eliminatórias, sendo os grandes vencedores conhecidos no sábado, durante uma gala-concerto a realizar às 21:30 no Cineteatro da Casa Municipal da Cultura.

A organização adianta que o grande vencedor do FICSE receberá um prémio no valor de 1.000 euros.

Haverá ainda prémios para os vencedores dos três escalões a concurso, sendo que ao primeiro lugar caberá a quantia de 300 euros, ao segundo o valor de 200 euros e ao terceiro o montante de 100 euros.

A par do concurso, o festival constitui “uma oportunidade de intercâmbio cultural e troca de experiências, nomeadamente de técnicas de interpretação musicais e coreográficas, proporcionado pelo contacto entre participantes de diferentes nacionalidades, dando também espaço para visitar o concelho e a região, num programa cultural delineado em paralelo à competição”, sublinham os promotores.