InícioCulturaFestival Contradança regressa dois anos depois

Festival Contradança regressa dois anos depois

A cidade da Covilhã recebe entre os dias 8 de maio e 3 de junho a oitava edição do Contradança – Festival de Dança e Movimento Contemporâneo, que apresentará 23 espetáculos de várias companhias e artistas nacionais e internacionais.

Promovido pela ASTA – Associação de Teatro e outras Artes, uma estrutura com sede na Covilhã, este festival regressa após dois anos de paragem imposta pela falta de apoios financeiros, situação que este ano foi possível ultrapassar.

“Felizmente, através da componente dos apoios pontuais, conseguimos garantir o financiamento da Direção Geral das Artes (DGArtes) e isso permitiu-nos avançar com mais uma edição do Contradança, que é um festival que continua a cumprir um importante papel naquilo que é a apresentação de diferentes formas de expressão da arte contemporânea”, referiu, em declarações à agência Lusa, o diretor artístico da ASTA, Sérgio Novo.

Lembrando que de outra forma a região ficava privada de uma oferta cultural que dá a conhecer o que de mais relevante se está a criar em termos de cultura contemporânea, este festival continua a distinguir-se pela “diferenciação, qualidade e pluralidade artística”, que integra dança, teatro, música e artes performativas, entre outras.

“Temos um total de 23 espetáculos de várias áreas artísticas, entre os quais quatro espetáculos infantojuvenis e dois concertos musicais. Temos ainda uma exposição, dois ‘workshops’ e uma feira do livro dedicada à temática das artes”, especificou.

Entre criadores, diretores, coreógrafos, músicos, bailarinos, atores e técnicos, o Contradança envolverá cerca de 130 artistas e terá vários países representados, nomeadamente Espanha, França, Alemanha e Argentina.