InícioCulturaConcurso Internacional de Música do Fundão foi um êxito

Concurso Internacional de Música do Fundão foi um êxito

Matilde Conceição e Inês Ramalho

A atribuição de prémios especiais encerrou a edição de 2017 do Concurso Internacional Cidade do Fundão organizado pela Academia de Música e Dança do Fundão (AMDF) em colaboração com o Município do Fundão.

Bruno Gomes Ferreira, primeiro classificado de nível superior em piano, foi contemplado com o Prémio Governo do Pará  (Brasil).

A  João Robim Dias Rocha, primeiro no nível superior em guitarra, foi atribuído o prémio especial de Festival Internacional Guitar Essonne (Paris).

O júri decidiu ainda entregar ao concorrente Miguel Balloussier Fernandes Braga o prémio que lhe dá acesso à participação no Festival de Música Espanhola de Leon (Espanha).

“O desafio para o próximo ano é conseguir outras oportunidades idênticas a estas para que a qualidade do trabalho apresentado no concerto dos laureados seja divulgado em muitos outros palcos”, revelou João Correia diretor executivo da AMDF no final da cerimónia de entrega de diplomas aos vencedores.

O grau de profissionalismo e credibilidade do Concurso foi igualmente vincado pela vereadora da cultura no Município do Fundão. Alcina Cerdeira afirmou que a Câmara Municipal do Fundão continuará a apoiar um acontecimento que “é o ponto alto da nossa programação cultural”.

Entre os 135 concorrentes de Portugal, Espanha, Brasil, Alemanha e Holanda, houve jovens beirões com excelentes prestações. Da Academia de Música e Dança do Fundão, Matilde Carapito Conceição e Margarida Faísca Matos conquistaram o primeiro e segundo prémios na variante de piano nível II; enquanto em guitarra nível V o aluno Sebastião Madalena Pereira recebeu uma menção honrosa.

Nota também para Daniel Milheiro Serôdio (Fundão) e José Pedro Tejada Mesquita (Guarda) que foram segundos classificados no nível IV de guitarra. Também na guitarra, mas no II grau, Tiago João Alves Cerqueira (Guarda) foi um dos dois primeiros classificados. Inês Vilas Boas Ramalho (Castelo Branco) recebeu uma menção honrosa na variante de violino de nível III e foi uma das contempladas com o prémio “Melhor Candidato da Beira Interior”. A mesma distinção obtiveram os concorrentes Tiago João Alves Cerqueira (Guarda), Matilde Carapito Conceição (Covilhã) e Bernardo Marques Ferreira (Covilhã).