InícioCulturaO “amigo desgraçado” de Vale Formoso

O “amigo desgraçado” de Vale Formoso

amigo-desgracado

Depois de cair no “esquecimento” durante 50 anos, a tradição do “Amigo Desgraçado” foi recuperada por um grupo de cidadãos da pequena freguesia de Vale Formoso (Covilhã). Em 2016 foi o regresso da festa pagã, que agora se repete.

A festividade assinala o início de um novo ciclo agrário. Tal como era hábito, toda a população (e amigos de outras localidades) é convidada a participar no cortejo do amigo desgraçado que se realiza no dia de Carnaval, terça-feira, dia 28 de fevereiro.

A partir das 17 horas haverá uma arruada pela aldeia, acompanhada por alguns foliões da aldeia. O cortejo terá início pelas 19:30 e todos podem ser intervenientes, sendo acompanhados de “padre”, um “sacristão”, um gaiteiro, chocalheiros, músicos e um morto de “palha”, acompanhado de familiares e amigos deste que choram a sua perda.

Cada pessoa pode levar algum petisco para partilhar, enquanto se diverte ao som do acordeonista Ângelo Braz. No final do convívio o “amigo desgraçado” é queimado, como manda a tradição.