InícioCulturaCineEco já tem as inscrições abertas

CineEco já tem as inscrições abertas

cine eco

As inscrições para o 23.º CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, a realizar em Seia, de 21 a 28 de outubro, estão abertas até 1 de junho, informou a organização.

O CineEco 2017 abriu as inscrições para filmes, documentários, séries e reportagens de televisão nacionais e estrangeiras, produzidos em 2016, é anunciado pelo diretor Mário Branquinho.

O responsável refere que as competições do festival enquadram quatro secções.

Inclui uma competição internacional de longas e médias-metragens (não inferiores a 40 minutos) e outra competição internacional de curtas-metragens e séries e reportagens televisivas.

O festival de cinema ambiental compreende ainda uma competição lusófona de longas, médias e curtas-metragens (que inclui uma competição regional) e uma competição (nacional e internacional) de documentários, séries e reportagens, produzidas por canais de televisão, dentro da temática ambiental.

Segundo o diretor do evento, a inscrição das obras a concurso deverá ser efetuada ‘online’, até 01 de junho, em http://festival.movibeta.com, www.festhome.com ou no sítio do festival na internet em www.cineeco.pt.

O CineEco é o único festival de cinema em Portugal dedicado à temática ambiental, no seu sentido mais abrangente, que se realiza em Seia, no distrito da Guarda, anualmente em outubro e de forma ininterrupta, desde 1995, por iniciativa do município local.

“Trata-se de um festival que decorre na Casa Municipal da Cultura de Seia e no CISE – Centro de Interpretação da Serra da Estrela e que já ganhou grande prestígio internacional, concorrendo habitualmente mais de 600 documentários, oriundos de mais de 30 países”, lê-se na sua página na internet.

O festival “oferece ao público em geral um cinema de qualidade e cinematografias pouco conhecidas e alternativas em relação ao mercado tradicional”.

“Para além do público em geral, têm sido atraídos às salas de cinema milhares de crianças e jovens do concelho e região envolvente, bem como turistas que visitam a Serra da Estrela”, segundo a fonte.