InícioCastelo BrancoRegião acolhe a maior experiência de sempre no estudo do vento

Região acolhe a maior experiência de sempre no estudo do vento

O projeto do novo Atlas Europeu do Vento (NEWA), que decorre na Serra do Perdigão, em Vila Velha de Ródão, é já considerada a maior experiência realizada no estudo dos ventos, disse um dos responsáveis do projeto.

“O novo Atlas Europeu do Vento [NEWA] inclui esta experiência que decorre em Vila Velha de Ródão e que termina a 15 de junho. Nestas semanas, decorre um período intensivo de medições que estão a decorrer no terreno”, disse à agência Lusa um dos principais responsáveis do projeto, José Laginha Palma.

Este professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) explica que o NEWA é um projeto europeu cujo objetivo passa por criar novas metodologias de avaliação e gestão do recurso eólico ao nível de questões de produção de energia eólica, sendo que a avaliação das características do vento com fins energéticos assenta ainda hoje em procedimentos de 1989.

“Juntaram-se a nós grupos americanos com financiamento próprio. Trouxeram equipamento científico deles que juntaram ao NEWA e a escala fez do projeto a maior experiência alguma vez realizada ao nível do estudo dos ventos”, sustentou.

Este responsável adiantou que estão instalados no terreno 50 mastros com alturas que vão dos 10 aos cem metros, equipados com sensores a vários níveis de altura para fazer medições.

Além disso, estão ainda espalhados pela área do projeto mais 60 equipamentos de medição de variáveis diversos, sendo que atualmente estão também cerca de 30 pessoas a trabalhar em permanência no terreno.

O projeto NEWA iniciou-se em março de 2015 e prevê-se que a sua conclusão aconteça em junho de 2019. O orçamento global é de 13,8 milhões de euros.

Envolve um consórcio de instituições de oito países europeus (Dinamarca, Suécia, Alemanha, Espanha, Letónia, Turquia, Bélgica e Portugal).