InícioCastelo BrancoIncêndios continuam a condicionar vias de comunicação

Incêndios continuam a condicionar vias de comunicação

Os incêndios que têm deflagrado na região continuam a condicionar bastante as vias de comunicação. Depois das estradas, esta quinta-feira foram também as Linhas Ferroviárias da Beira Baixa e da Beira Alta a sofrer cortes devido às chamas.

A linha da Beira Baixa foi cortada entre Abrantes e Vila Velha de Ródão, devido ao incêndio que lavra na zona, disse à Lusa, pelas 19:15, fonte da empresa Comboios de Portugal (CP).

Desde quarta-feira à noite que a linha ferroviária da Beira Baixa tem sofrido cortes em diferentes troços, indicou fonte da CP.

Neste âmbito, a CP assegura o transbordo rodoviário dos passageiros neste troço.

Além da linha da Beira Baixa, a circulação na ligação ferroviária da Beira Alta também foi suspensa entre a Guarda e Vilar Formoso, o que corresponde a “um pequeno trecho” e que não tem causado grande perturbação, uma vez que “há poucos comboios” a operar nesta zona, informou a CP. Tudo se deveu a um fogo em Vila Fernando (Guarda), durante o qual ardeu também uma habitação, deixando desalojado um homem.

Quanto às estradas, continua cortado o IP2 na zona de Gardete e Barragem do Fratel, bem como a Nacional 18 até Vila Velha de Ródão. Esta situação têm impedido o acesso à A23 aos condutores provenientes do sul do país, muitos a regressar de férias no Algarve, vendo-se obrigados a fazer desvios por Espanha.