InícioCastelo BrancoFábrica de bagaço de azeitona avança mesmo

Fábrica de bagaço de azeitona avança mesmo

A Assembleia Municipal de Castelo Branco rejeitou hoje uma moção do Bloco de Esquerda (BE) que pedia ao executivo municipal socialista que retirasse a autorização da instalação de uma fábrica de bagaço de azeitona em Alcains.

A moção do BE pedia ao executivo municipal do PS que reconsiderasse a deliberação que foi tomada e pedia ainda que fosse retirada a autorização da instalação de uma fábrica de secagem de bagaço de azeitona em Alcains, a segunda maior freguesia do concelho de Castelo Branco.

“Tendo em conta os danos ambientais que esta instalação trará para as atividades agrícolas, para o comércio e para o ambiente em geral, altere a decisão política em defesa da qualidade de vida das pessoas e da saúde pública”, lê-se no documento.

O BE solicita ainda que se proceda a uma “reavaliação dos impactos ambientais”, nomeadamente se estão acautelados os ecossistemas e a biodiversidade.

Contudo, o documento foi chumbado pela maioria socialista, sendo que a CDU absteve-se e apenas o BE e o PSD votaram favoravelmente.

Sobre este assunto, o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luis Correia, recordou aos deputados municipais que o executivo que lidera “não se poupou a esforços nem a meios”, teve o cuidado de tomar as devidas precauções e pediu estudos técnicos sobre a instalação da unidade fabril à Universidade de Aveiro.

“Não ficamos só pelos estudos. Entregámo-los a uma associação ambientalista [Quercus] e pedimos-lhes um parecer sobre o assunto”, frisou.